BIO

Nascido em Belo Horizonte, Rodrigo Bragança viveu sua infância e adolescência em Brasília. Em 1996, mudou-se para São Paulo para estudar música. Em 1999, formou-se bacharel em música popular (guitarra) e em 2014 concluiu a pós-graduação em canção popular, ambos os cursos na Faculdade Santa Marcelina. Fez os cursos Arranging, Jazz Composition, Couterpoint, Songwritings for Film and TV e Songwriting: Writing Hit Songs na Berklee Online. Estudou com os mestres Charles Watson, Sílvia Góes, especialistas e pesquisadores da criatividade nas artes. Foi um dos criadores do grupo de jazz brasileiro Mandu Sarará cujos CDs tiveram as participações de Hermeto Pascoal, Proveta e Danilo Caymmi. Sua a ex-banda de rock O Grito ao lançar o CD “Urbe Incandescida” foi apontada pela revista Guitar Player como “um dos mais inovadores grupos de rock da atualidade” em 2006. Em 2008, lançou o cd solo “Lágrimas de Chorar Estrelas” em que explora texturas originais da guitarra elétrica e amplia suas possibilidades timbrísticas e expressivas por meio da experimentação de novas técnicas e do processamento do seu som. Em 2009, concebeu e dirigiu o projeto “Caminhos Poéticos da Canção” que se propôs a investigar as relações entre poesia, letra e música na canção popular brasileira. Em shows, mesas redondas e palestras realizadas no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília e do Rio de Janeiro, atuou ao lado dos artistas Fernando Brant, Tavinho Moura, Chico César, Luiz Melodia, Arnaldo Antunes, Alice Ruiz, José Miguel Wisnik e Luiz Tatit. É compositor e produtor musical na Argila Produções Musicais há 12 anos criando trilhas sonoras para projetos nas áreas de educação, games, cinema e publicidade e também produzindo novos artistas. Em 2012 e 2013, excursionou pela Europa com o Projeto Axial. Integrou nos anos de 2015 e 2016 o coletivo de improvisação Andar, Nadar e Voar com Benjamim Taubkin, Ricardo Herz, Ari Colares, João Taubkin e Pedro Ito. Também Participa do projeto Música de Montagem, liderado pelo compositor Sérgio Molina. Em 2016, lançou o livro de poemas sobre a solidão 'Solo para um Homem Só' pela Editora Patuá e, em 2017, CD homônimo de paisagens sonoras criadas para a performance de improvisações de música e dança a partir desses poemas. Em 2018, tocou com o grupo de dança Gumboot Dance Brasil e desde então dirige o projeto In_Ventos Poéticos que propõe o diálogo entre a música e outras linguagens artísticas como a poesia e a dança em performances e entrevistas no YouTube e em também em eventos ao vivo. Em 2019 lançou o CD 'In_Ventos Poéticos - volume 1' com canções e improvisos criados em parceria com artistas convidados. Seu poema "Começo de Tudo" foi musicado por Antônio Nóbrega e integra o álbum mais recente do artista, "Rima". É professor em dois cursos de pós-graduação ministrando as disciplinas "Laboratório de Composição" e "Produção e Difusão Musical: do conceito à performance" na Faculdade Santa Marcelina, São Paulo.

contato@rodrigobraganca.com 
11 98467 5874
  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • SoundCloud Social Icon
  • Grey Instagram Icon